Um par para a vovó

Em 2009, perdemos uma pessoa muito importante, que amávamos demais, uma figuraça que nos faz muita falta. Estou falando do meu sogro, um cara de uma autenticidade inigualável. Enfim, é a vida…

Uma vez por semana, ele levava o meu gordo para a escola, religiosamente. Fizesse chuva ou sol. Desde que ele faleceu, contratamos um motorista para que a minha sogra continuasse nesta rotina. Esta semana, ela se surpreendeu quando foi buscar o neto no inglês.

Ao entrar no carro, meu filhote soltou: “Sr.Aloísio, o senhor tem esposa?”

– Tenho um restinho de esposa lá em casa sim, respondeu o motorista.

– Vovó, o vovô morreu porque comeu muita besteira?, perguntou o meu gordo para a minha sogra.

– Ele comia muita besteira, mas não é bem assim. Ele morreu porque tinha uma doença que ninguém conseguiu curar, explicou.

– Ah, e daí você achou o sr. Aloísio?

Bem, se depender do meu gordo, logo logo estaremos nos preparando para o “amaziamento” da minha sogra com o senhor Aloísio…

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s